Formiga, lenda da Seleção Brasileira feminina de futebol com mais de 230 jogos com a amarelinha, estará na comitiva da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) que vai participar do Congresso da Fifa em Bangkok, na Tailândia.

O evento desta sexta-feira (17) vai definir a sede da Copa do Mundo Feminina de futebol de 2027.

O Brasil concorre na eleição (votam as 211 associações filiadas) contra uma candidatura da Europa conjunta com três países: Alemanha, Bélgica e Holanda. O caderno de encargos brasileiro teve nota maior no relatório final de avaliação, 4 (de um total de 5) contra 3,7 do europeu.

Formiga, de 46 anos, se aposentou da Seleção em 2021, mas tem no currículo incríveis sete Copas do Mundo: Suécia 1995, Estados Unidos 1999 , Estados Unidos 2003, China 2007, Alemanha 2011, Canadá 2015 e França 2019.

No grupo que estará na Ásia terá uma atleta da Seleção atual: a atacante Kerolin, de 24 anos, jogadora do North Carolina Courage, dos Estados Unidos. Ela foi eleita a melhor jogadora da Liga norte-americana em 2023 e, em outubro, sofreu uma grave lesão no joelho, da qual se recupera.

A coordenadora de competições femininas da CBF, a ex-zagueira da Seleção Aline Pellegrino, de 41 anos, estará presente na comitiva. Michelle Ramalho, a única mulher presidente de uma Federação Estadual de Futebol, a da Paraíba, também foi convidada pelo presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues.

Pelo Governo Federal, o representante do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) será o Ministro do Esporte, André Fufuca (PP-MA). Ednaldo Rodrigues já está a caminho da Tailândia porque na quarta-feira (15) há a reunião do Conselho da Fifa, da qual ele faz parte, que antecede ao Congresso.

Em 30 de outubro de 2007, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) esteve em Zurique, na sede da Fifa, no anúncio de que o Brasil receberia a Copa Masculina de 2014. Não havia concorrência, portanto se sabia de antemão que a proposta brasileira seria a escolhida.

No projeto brasileiro são dez estádios, em dez cidades, que receberiam os jogos, todos eles presentes na Copa do Mundo Masculina de 2014, que foi no país.

Os estádios e cidades são:

  • Mineirão (Belo Horizonte)
  • Beira-Rio (Porto Alegre)
  • Mané Garrincha (Brasília)
  • Arena Pantanal (Cuiabá)
  • Arena da Amazônia (Manaus)
  • Arena Fonte Nova (Salvador)
  • Arena de Pernambuco (Recife)
  • Arena Castelão (Fortaleza)
  • Maracanã (Rio)
  • Neo Química Arena (São Paulo)

Os principais argumentos do projeto são de que a América do Sul jamais recebeu um Mundial Feminino, a Alemanha, por exemplo, já foi sede, e de que o Brasil tem toda a infraestrutura pronta de 2014 para replicar em 2027.

O projeto

A CBF sugeriu na proposta enviada que a Copa comece em 24 de junho de 2027, uma quinta-feira, com a abertura no Maracanã, no Rio, em jogo da Seleção Brasileira pelo Grupo A. A final seria em 25 de julho, no mesmo palco, um domingo.

A entidade indicou dez estádios para receber os jogos da Copa, mas outras dezenas de CTs e estádios menores espalhados pelo Brasil para os treinamentos das 31 Seleções que viajarem ao país para a competição. Os 44 CTs ou campos para treinamento foram apontados em 39 cidades diferentes, de 12 Estados.

Como será a votação

Na madrugada de 17 de maio, no horário de Brasília, o Brasil saberá se foi o escolhido para ser a sede da Copa do Mundo Feminina de futebol de 2027. Durante o 74º Congresso da Fifa, em Bangkok, na Tailândia, as 211 federações filiadas votarão em duas candidaturas. Além da brasileira disputam a conjunta de Alemanha/Bélgica/Holanda.

O Conselho da Fifa definiu os critérios para a votação. A eleição é o 11º item da agenda do Congresso, portanto deve acontecer já durante a madrugada de 17 de maio no Brasil, fim da manhã na Tailândia. O evento terá início às 9h local, 23h (de Brasília) de 16 de maio.

Cada candidatura terá 15 minutos para apresentar seu projeto. O Brasil será o segundo a falar, com os europeus abrindo. Todos os representantes dos filiados terão recebido, alguns dias antes, os relatórios produzidos por especialistas da Fifa com notas para as propostas.

Após as apresentações acontece a eleição, por meio eletrônico. O Conselho decidiu que os votos serão tornados públicos pouco depois de o resultado ser anunciado.

O sistema de votação é o seguinte:

  • Quem tiver o maior número de votos será escolhido como sede da Copa do Mundo de 2027.
  • A Fifa informou aos filiados, em comunicado, que a decisão é definitiva, ou seja, não há margem para reclamações ou recursos.
  • Pouco tempo depois do resultado ser anunciado, a Fifa vai revelar em qual candidatura cada país votou.

Acompanhe a CNN Esportes em todas as plataformas

Este conteúdo foi criado originalmente em Itatiaia.

versão original

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *