Popó aceitou o desafio lançado por Vitor Belfort para um duelo no Boxe, que pode acontecer ainda em 2024 (Foto: Reprodução)

Em um primeiro momento, por meio de declarações em redes sociais e em entrevistas, Acelino Popó Freitas deixava claro que não tinha a intenção de fazer uma luta de Boxe contra Vitor Belfort, que vem lhe desafiando ao longo das últimas semanas. No entanto, ao que tudo indica, o tetracampeão mundial se irritou com as constantes provocações feitas pelo ex-campeão do UFC e, na última quinta-feira (21), aceitou enfrentar o “Fenômeno” em um combate na nobre arte.

“Vivo recebendo vários desafios e um deles foi de Vitor Belfort. É um cara que está apagado, que está na merd* aí, no mundo da luta ninguém gosta desse cara, ninguém vai com a cara desse cara insuportável, e me desafiando, falando besteira, começou a falar da minha vida pessoal, até da minha estética. Sabe aquela coisa agressiva e chata? Ele começou igual a Bambam. E por ter começado igual a Bambam, vai cair igual a Bambam! Velho, eu aceito o seu desafio e vou te pegar. Pode aguardar”, disparou Popó, em vídeo publicado em sua conta oficial no Instagram.

Neste sábado (23), por sinal, o baiano retorna ao ringue para um duelo contra o empresário Guilherme Grillo, em Florianópolis (SC), na luta principal do evento Danki Fight Show. Por ter pela frente um atleta canhoto, Popó deixou claro que Guilherme será uma espécie de “preparação” para enfrentar Belfort, que também é canhoto: “Vou quebrar ele todo no pau para você ver como vai ser fácil te arrebentar. O seu desafio eu aceito”, finalizou a lenda do Boxe.

Atualmente com 46 anos – completa 47 em abril -,  Vitor Belfort vem se dedicando ao Boxe, onde, em abril do ano passado, venceu o compatriota Ronaldo Jacaré por decisão unânime dos jurados, em combate válido pelo evento Gamebred Boxing 4. Antes disso, em setembro de 2021, o brasileiro já havia derrotado o lendário Evander Holyfield por nocaute ainda no primeiro round. No MMA, o “Fenômeno” construiu um cartel com 26 vitórias – sendo 18 delas por nocaute – e 14 derrotas, derrotando ao longo da sua trajetória nomes como Dan Henderson, Luke Rockhold, Michael Bisping, Rich Franklin, Randy Couture, Wanderlei Silva, entre outros.

Por outro lado, Popó, que é dois anos mais velho e tem 22 anos de experiência no Boxe, fez 43 lutas profissionais e acumulou 41 vitórias, sendo tetracampeão mundial na nobre arte. Desde 2022, o baiano tem se dedicado às lutas de exibição, onde é a principal estrela do Fight Music Show. Antes de nocautear Kleber Bambam no FMS 4, o baiano superou Junior Dublê e Pelé Landy, também por nocaute, e empatou com Whindersson Nunes, na primeira edição do evento.

Popó rebateu as provocações e o desafio lançado por Vitor Belfort nas redes sociais (Foto: Reprodução)

Para conferir mais notícias sobre Acelino Popó Freitas e Vitor Belfort, clique aqui

Mateus Machado

Mateus Machado

Jornalista apaixonado por lutas e Futebol. Trabalhando pela TATAME desde 2015, tive a honra e o privilégio de cobrir grandes eventos de MMA, Jiu-Jitsu e outras artes marciais ao longo dos últimos anos, além de entrevistar alguns dos maiores nomes do mundo das lutas. “Obcecado” por informação, sempre disposto a contar novas histórias e presenciar momentos marcantes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *