O Palmeiras pode receber um “reforço” um tanto quanto inesperado em breve. Trata-se do lateral-esquerdo Jorge, que pertence ao clube e está emprestado ao Santos. Por conta das condições físicas do jogador, o rival do Verdão está estudando a possibilidade de devolvê-lo.

De acordo com o site Vamo Palmeiras, essa é uma possibilidade real, uma vez que está prevista no contrato feito entre os dois clubes. O ala passará por exames médicos no dia 1º de março – data que pode ser adiada para abril – e, caso não seja aprovado, a agremiação da Baixada Santista tem o direito de fazer a devolução.

A eventual reprovação não irá custar nada aos cofres alvinegros. Se o atleta for aprovado nos testes, o compromisso será cumprido normalmente, com ele ficando na Vila Belmiro para a disputa da segunda divisão do Brasileirão, ou seja, até o final da jornada.

O detalhe é que enquanto o camisa 6 está afastado dos gramados, quem está arcando com a totalidade do seu salário de R$ 1 milhão é o Palestra. A divisão acertada entre os times, do Verde pagar 70% dos vencimentos e o Peixe 30%, só passará a valer a partir do momento que ele estiver apto a jogar.

Palmeiras tem prejuízo com Jorge

Conforme foi dito anteriormente, o lateral custa caro aos cofres palmeirenses, uma vez que possui um dos maiores salários do plantel. Os valores, em comparação com o futebol apresentado por ele dentro de campo vestindo o manto palestrino, fazem da contratação um grande equívoco por parte do Maior Campeão do Brasil.

Jorge não conseguiu se firmar no time de Abel Ferreira desde que chegou ao Allianz Parque, em 2021. Foram poucos jogos realizados pelo ala, que chegou a ocupar o posto de terceira opção da posição sob o comando do treinador português.

Paulista, 24 anos, jornalista em formação. Apaixonado por futebol e por palavras, faço o que mais gosto (falar sobre o esporte bretão) por meio do que considero ser meu ofício (a atividade jornalística). Ambos, jogo e jornalismo, vão além de suas aparências (pessoas correndo atrás de uma bola e noticiando fatos) e, na verdade, são reflexos do social – eu sou um produto dessas duas coisas e de outras tantas que também as compõem.

Comentários estão fechados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *