Vinicius Júnior é o principal alvo de racismo na Espanha

Por: Rodrigo Lima e Thomas Alencar

Vinicius Júnior tem sido um grande protagonista na luta contra o racismo, especialmente no futebol espanhol, devido aos ataques que sofreu nas partidas pelo Real Madrid (ESP). Assim, a Seleção Brasileira organizou um amistoso contra a Espanha nesta terça-feira (26) para combater o crime que ocorre na sociedade. Gui Deodato, atleta do basquete do Flamengo, comentou sobre o assunto após mais uma vitória rubro-negra no Novo Basquete Brasil (NBB) e destacou que o ex-Mengão precisa de ajuda.

Vinicius Júnior é um grande exemplo. A verdade é que não devemos usá-lo como um símbolo isolado. Ele faz parte de um todo. Por mais fenomenal que seja, é realmente um grande peso que ele carrega. Passamos por isso todos os dias. Devemos ajudar a aliviar esse fardo dele —, disse Gui Deodato, em entrevista após a partida do Flamengo no NBB.

Eu fico muito feliz pela representatividade, pelo craque que ele é e por tudo o que ele faz não só como atleta, mas também na parte social. No entanto, acho que já passou da hora de não o expormos apenas como uma vitrine, aplaudindo e comercializando esse tipo de coisa. Sabemos que é mais uma maneira pela qual o racismo produz —, comentou.

Eu fico muito triste. São essas pequenas coisas do nosso dia a dia. A gente sempre tem que estar andando “blindado” de alguma maneira, porque se ficarmos expondo isso o tempo todo, mesmo que tenhamos que expor, não conseguimos viver. Infelizmente, é apenas o reflexo da nossa sociedade. Ele sofre mais porque está no topo, mas nós aqui também sofremos todos os dias, e é uma situação completamente lamentável —, concluiu o jogador do Flamengo.

ENTENDA O CASO

Vinicius Júnior tem sido alvo frequente de racismo no futebol espanhol. Em um confronto diante do Atlético de Madrid (ESP), torcedores penduraram um boneco com o nome do atleta em uma ponte em Madri. Contudo, a situação piorou contra o Valencia (ESP), também fora de casa, quando todo o estádio gritou ‘Macaco para o atleta, que se revoltou.

SITUAÇÃO DIFÍCIL NA ESPANHA

Contudo, apesar das denúncias de racismo às autoridades da Espanha, a situação parece incontrolável. Desse modo, o jogador abraçou a causa contra o crime e tem sido um grande protagonista no combate ao ódio contra os negros. Assim, o ex-jogador do Flamengo recebeu apoio da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e do Real Madrid.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *