Gabriel Medina voando na etapa de Peniche do Circuito Mundial (Damien Poullenot/World Surf League)

Gabriel Medina voando na etapa de Peniche do Circuito Mundial (Damien Poullenot/World Surf League)

No início do mata-mata da chave masculina da etapa de Peniche do Circuito Mundial de surfe, o brasileiro Gabriel Medina teve grande destaque e se classificou às quartas de final da competição. Já Ítalo Ferreira e Yago Dora, pararam nas oitavas, enquanto Caio Ibelli, Deivid Silva e Samuel Pupo acabaram eliminados ainda na fase de 16 avos.

Na próxima fase, Medina enfrentará o italiano Leonardo Fioravanti, atleta treinado pelo ex-surfista brasileiro Adriano de Souza, o Mineirinho. Gabriel busca seu segundo título em Portugal, conquistado anteriormente em 2017. Entre as mulheres, Luana Silva e Tatiana Weston-Webb não caíram na água nesta segunda-feira (11). Elas estão garantidas nas quartas de final, onde irão encarar a francesa Johanne Defay e a havaiana Bettylou Sakura Johnson, respectivamente.

Participação dos brasileiros

Gabriel Medina abriu sua participação no mata-mata eliminando o compatriota Miguel Pupo. O recém vencedor do ISA Games surfou incríveis 14 ondas na bateria e terminou com o somatório de 16.60 (8.33 + 8.27), contra 10.03 do adversário. Na sequência, o rival da vez foi o australiano Jack Robinson. Em mais um show de atuação, Gabriel abusou dos aéreos e alcançou a excelente nota de 9.33, a maior da etapa de Peniche até o momento. Dessa forma, ele fechou com 17.16 e avançou às quartas.

Anteriormente, o potiguar Ítalo Ferreira havia sido o primeiro brasileiro a se classificar às oitavas do torneio. Com grandes aéreos, o campeão olímpico em Tóquio-2020 conseguiu duas notas excelentes (8.67 e 8.50), finalizou com o somatório de 17.17 e superou o sul-africano Matthew McGillivray. Porém, logo depois, Ítalo sucumbiu diante do australiano Ethan Ewing, que venceu a disputa por 14.34 a 13.40

Do mesmo modo, Yago Dora foi outro atleta do Brasil que conseguiu passar dos 16 avos de final. Ele derrotou o português Frederico Morais, com direito a um 9.00, em um aéreo de rotação completa. Mais tarde, o surfista radicado na cidade de Florianópolis foi superado pelo marroquino Ramzi Boukhiam (15.67 contra 10.17).

Por outro lado, três brasileiros se despediram da etapa de Peniche nos 16 avos de final. Deivid Silva abriu o dia caindo para o australiano Ethan Ewing, com a marca de 13.36 contra 11.97. Depois, o paulista Caio Ibelli finalizou com apenas 9.27 e foi superado pelo italiano Leonardo Fioravanti (12.40). Por fim, Samuel Pupo levou a virada na reta final e perdeu a disputa para o japonês Kanoa Igarashi (13.00 x 12.60).

Jornalista capixaba formado na PUC-SP e amante dos esportes olímpicos e paralímpicos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *