Foi um verdadeiro final de loucos no grupo B da Copa das Nações Africanas. Gana esteve muito próxima da classificação para o mata-mata, após abrir 2 a 0, mas Moçambique conseguiu um empate improvável nos acréscimos e ambas acabam morrendo abraçados. 

O Egito, que levou o empate de Cabo Verde nos acréscimos, acabou ficando em segundo no grupo, com três pontos, e avançou sem vencer um jogo sequer. Os caboverdianos avançaram na liderança, com sete. Gana e Moçambique morrem abraçados, com dois. 

Vantagem com gols de pênalti

Gana começou a partida na terceira colocação da chave, e precisava vencer e ainda contar com um tropeço do Egito para avançar. O quadro favorável foi se tornando real com o decorre da noite. 

Logo aos 13 minutos de jogo, Paintsil acabou derrubado na área, e o árbitro marcou pênalti. Jordan Ayew mostrou frieza na cobrança para colocar sua seleção em vantagem no marcador. 

Moçambique pouco fez para responder na primeira parte. No segundo tempo, tentou mostrar que seria diferente e quase empatou aos três minutos, ameaçando através de cruzamentos na área. King, porém, não conseguiu marcar em cabeçada.

O goleiro Ofori, que pouco havia trabalhado na primeira parte, teve de ser mais participativo no segundo tempo. Gana sofria mais com os ataques do rival. Até conseguir esfriar a pressão com um gol.

Aos 22 minutos, Kudus tentava o disparo e a arbitragem viu mão de Mandava: pênalti marcado. Ayew foi mais uma vez preciso, deslocou o goleiro e abriu 2 a 0 para Gana. Restava apenas segurar a vantagem e torcer contra o Egito para carimbar a classificação. 

O final de loucos 

O final do jogo foi absolutamente insano. Já nos acréscimos, André Ayew acabou desviando com a mão na bola na área, e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Catamo descontou para os moçambicanos. 

Aos 49 do segundo tempo, escanteio para Moçambique. A bola foi levantada na área e Mandava subiu mais alto que a defesa para desviar. O goleiro não evitou a entrada da bola. Que castigo para Gana! 

No outro jogo, drama. O Egito chegou a virar o placar, mas Cabo Verde empatou no último lance. Gana só dependia de si. Mas não contava com a astúcia moçambicana nos acréscimos. Ambos morrem abraçados. Os egípcios seguem adiante. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *