Responsável pela contratação de Luciano pelo São Paulo, em 2020, o técnico Fernando Diniz protagonizou mais uma cena emblemática com seu pupilo.

Dessa vez, o treinador esquentou o clima em um bate-boca com o atacante e foi expulso minutos antes de encerrar o primeiro tempo do jogo entre o Tricolor Paulista e o Fluminense, no MorumBis, nesta segunda-feira (13), pela sexta rodada da Série A do Campeonato Brasileiro.

Briga por fair play

A confusão começou quando o zagueiro Manoel tocou a bola para lateral e caiu no chão reclamando de dores na coxa. Luciano, então, correu para recomeçar o jogo, abrindo mão de um possível fair play.

A atitude irritou o técnico Fernando Diniz, que começou a discutir com o jogador do São Paulo. De imediato, iniciou-se uma grande confusão entre os atletas.

“Burro” e “acabou”

O treinador do Fluminense chegou a chamar Luciano de “burro” e, depois, ainda afirmou que Luciano, para ele, “acabou”.

De fora, o árbitro Anderson Daronco observou a cena e decidiu expulsar o técnico Fernando Diniz, que ficou inconformado. Luciano foi advertido com um cartão amarelo.

A partida chegou a ficar paralisada por cinco minutos até o treinador do Fluminense sair de campo. Ele foi expulso sete vezes do Tricolor das Laranjeiras em 182 partidas pelo time.

Acompanhe a CNN Esportes em todas as plataformas

Este conteúdo foi criado originalmente em Itatiaia.

versão original

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *