Renato não pode deixar Cristaldo no banco de reservas do Grêmio
Imagem: Lucas Uebel/Grêmio

Grêmio libera o jogador visando seu futuro

O Tricolor enfrenta um dilema significativo com a iminente possibilidade de perder o meio-campista Cristaldo durante a Copa América devido à sua possível convocação para a seleção do Paraguai. Este desafio coloca o clube em uma corrida contra o tempo para se preparar para possíveis nove jogos do Brasileirão sem o talentoso argentino.

Cristaldo, que não encontrou espaço na seleção argentina, tem raízes familiares no Paraguai, o que abre caminho para sua naturalização e subsequente convocação. Com os trâmites burocráticos em andamento, o jogador recebeu permissão do Grêmio para viajar a Assunção na próxima semana para concluir os procedimentos necessários.

Mais jogadores poderão ser desfalques

A perspectiva da perda de Cristaldo se soma à possibilidade de perder outros jogadores-chave, como Villasanti e Soteldo, para as seleções de seus países durante o mesmo período. Isso representa um desafio substancial para o técnico Renato Portaluppi, que terá que reorganizar sua equipe para compensar essas ausências.

Apesar das preocupações, o Imortal está se movendo rapidamente para lidar com a situação. A viagem de Cristaldo está programada para durar apenas dois dias, minimizando qualquer interrupção nos treinamentos da equipe. Além disso, o calendário favorável do Gauchão significa que ele estará disponível para a fase final do torneio estadual.

O progresso do processo de naturalização ocorre em um momento auspicioso para Cristaldo, que recentemente se destacou com a camisa tricolor, marcando um gol decisivo na vitória sobre o Brasil-Pel. Enquanto o clube enfrenta o desafio de sua possível ausência, a esperança é que Cristaldo possa retornar fortalecido pela experiência internacional, pronto para contribuir ainda mais para os objetivos do Grêmio quando retornar.

Imagem destaque: Lucas Uebel / Grêmio

Foto de Natalia Fontoura