Em um jogo que se arrastou no primeiro tempo, mas ganhou emoção após o intervalo, o Botafogo venceu o Vitória por 1 a 0, no Nilton Santos, e abriu vantagem na terceira fase da Copa do Brasil, nesta quinta-feira (2).

Eduardo foi o responsável por tirar o zero do placar, com um golaço em tabela com Jeffinho, e garantir o resultado a favor do Alvinegro.

Foi o quinto triunfo consecutivo do time de Artur Jorge, que impactou no jogo com as substituições acertadas após o intervalo. Antes disso, o Leão de Léo Condé estava mais perto do gol.

A partida de volta será no dia 21 de maio, no Barradão em Salvador, às 19h (de Brasília). O Glorioso terá a vantagem do empate para ir às oitavas de final.

Vaias no fim do primeiro tempo

As vaias da torcida do Botafogo ao término do primeiro tempo foram justificadas pelos 45 minutos, mais acréscimos, muito mais brigados do que jogados no Nilton Santos.

Em resumo, os goleiros John e Lucas Arcanjo foram meros espectadores. Com dificuldades na criação, os times não finalizaram uma única vez nas metas rivais.

As muitas mudanças de Artur Jorge pesaram. Luiz Henrique teve dificuldades como homem de referência, e Jeffinho não fez bom jogo.

Léo Condé também colocou em campo um Vitória alterado. Apesar de encaixar um ou outro ataque em velocidade, os visitantes não concluíram bem os lances.

Enfim, chutes a gol

Os primeiros 10 minutos após o intervalo já foram de maiores emoções, com o Vitória mais organizado e tendo as melhores chances.

Após boa jogada de Jean Mota e Matheuzinho, Dudu chutou para fora, logo aos três minutos. Na sequência, o Botafogo respondeu, e Cuiabano obrigou Arcanjo a fazer boa defesa.

Aos sete, o Leão perdeu chance incrível. O Botafogo tinha escanteio a favor, mas Jeffinho se embolou. O Vitória saiu no contra-ataque de dois contra um. Matheuzinho cruzou o campo, invadiu a área e cruzou para Dudu, que escorregou e não conseguiu finalizar.

Eduardo marca golaço

Artur Jorge mexeu na equipe e o impacto foi imediato. Minutos após entrar, Romero partiu da esquerda e encontrou Eduardo na entrada área.

O camisa 33, de primeira, passou para Jeffinho e avançou para receber. Outra vez de primeira, o meia tocou na saída de Arcanjo e abriu o placar: 1 a 0 aos 20!

Botafogo pressiona!

O gol e as substituições deram outra cara para o Botafogo, que passou a criar chance atrás de chance para ampliar. Aos 22, Júnior Santos chegou a marcar, mas estava impedido.

Aos 30, Jeffinho serviu o camisa 11 de novo, mas a zaga do Vitória travou a finalização. Na sequência, Savarino fez ótima jogada e Cuiabano, livre, cabeceou em cima do goleiro.

O Botafogo esteve perto de alcançar uma vantagem maior, mas a posição de impedimento de Savarino foi marcada quando o venezuelano aproveitou o rebote em chute de Eduardo, aos 44.

Botafogo: John; Mateo Ponte (Damián Suárez), Halter, Alexander Barboza e Cuiabano; Gregore, Patrick de Paula (Danilo Barbosa), Diego Hernández (Júnior Santos) e Eduardo (Savarino); Luiz Henrique (Romero) e Jeffinho. Técnico: Artur Jorge.

Vitória: Lucas Arcanjo; Willean Lepo (Osvaldo), Zeca, Camutanga (Bruno Uvini), Wagner Leonardo e PK; Willian Oliveira, Dudu, Jean Mota (Janderson) e Matheusinho (Léo Naldi); Alerrandro (Luiz Adriano). Técnico: Léo Condé.

Gols: Eduardo (20’/2ºT), do Botafogo.

Cartão amarelo: Gregore e Danilo Barbosa (BOT).

Cartão vermelho: Não houve.

Renda e público: R$ 750,720,00 / 17.107 pagantes / 19.146 presentes.

Motivo: Partida de ida da terceira fase da Copa do Brasil.

Data e hora: 2 de maio de 2024, às 19h (de Brasília).

Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ).

Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP).

Assistentes: Neuza Ines Back (Fifa/SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP).

Árbitro de vídeo: Wagner Reway (Fifa/ES).

Acompanhe CNN Esportes em todas as plataformas

Este conteúdo foi criado originalmente em Itatiaia.

versão original

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *