Carlos Sainz começou a temporada 2024 voando na Fórmula 1. O espanhol que está com os dias contados na escuderia italiana já subiu duas vezes ao pódio da categoria. O piloto conquistou um 3º lugar no Bahrein e ainda uma vitória consistente no GP da Austrália.

O desempenho do piloto “desempregado” levanta várias questões envolvendo a decisão da Ferrari em demitir o espanhol para a chegada de Lewis Hamilton. Entre essas perguntas, uma delas envolve o companheiro de Sainz: Charles Leclerc.

Será possível a equipe de Maranello dispensar Leclerc e manter Sainz para correr ao lado de Lewis Hamilton? Calma fãs do monegasco, essa chance não existe. Primeiramente temos uma questão obvia que se baseia no contrato.

Leclerc renovou contrato com a Ferrari

No começo de 2024 se tornou pública a notícia da renovação do contrato de Leclerc com a Ferrari. A equipe italiana anunciou a prorrogação do contrato com o piloto monegasco. O contrato, inicialmente válido até o final de 2024, foi estendido em um acordo multianual, embora o novo prazo não tenha sido divulgado pela escuderia italiana.

Sendo assim, Leclerc não será dispensado mesmo que Sainz leve o título mundial desse ano. Certamente quem se daria mal nessa história seria a Ferrari lidando com uma chuva de críticas por ter dispensado o espanhol, caso esse cenário se confirme.

Outro ponto que mostra a situação “confortável” de Leclerc diz respeito a sua idade. O monegasco tem 26 anos, três anos mais jovem que Sainz. O monegasco é apontado a tempos como o futuro da Ferrari, o piloto que pode fazer toda carreira pela equipe italiana e até mesmo escrever uma história digna de Michael Schumacher. Sendo assim, Leclerc vai seguir na escuderia italiana, enquanto Sainz precisa procurar outra equipe, em caso de título, certamente não vai faltar carro para Carlos pilotar em 2025.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *