A direção da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) já avalia a possibilidade de adiar toda a rodada do próximo final de semana da Série A, não apenas jogos dos clubes gaúchos. Não há consenso, entretanto, e a decisão final será do presidente Ednaldo Rodrigues. O motivo são os alagamentos em todo o Rio Grande do Sul por causa das chuvas, tragédia que já deixou mais de 80 mortos, centenas de desaparecidos e milhares de desabrigados.

Uma opção estudada é adiar a rodada do próximo final de semana e depois migrar os clubes gaúchos para outra cidade, provavelmente Curitiba. Os times treinariam na capital do Paraná e jogariam na Ligga Arena e no Couto Pereira. O Athletico-PR se mostrou solidário em ceder seu centro de treinamento.

Como a Itatiaia revelou, as diretorias de Inter e Grêmio pediram ajuda a outros clubes para pressionar a CBF pelo adiamento total da competição. Não há, entretanto, unanimidade entre os dirigentes sobre o assunto. O único a se pronunciar publicamente favorável a isso foi o presidente do Atlético, Sérgio Coelho.´

Inter e Grêmio alegam que sairão prejudicados para o restante da competição neste cenário de adiamentos pontuais, já que acumulariam jogos no futuro, com pontuação atrás em um calendário apertado. Por isonomia, pedem a paralisação total da competição por algumas rodadas e foram buscar apoio de clubes de outros Estados. O Inter fala em 20 dias sem partidas.

Dentro da CBF também não há consenso. A preocupação é com o calendário, já apertado. A solução seria encaixar jogos em Datas-Fifa, quando o campeonato para, em junho, setembro, outubro ou novembro, mas haverá gritaria de clubes porque perderiam jogadores em convocações. Por isso, também, alguns presidentes torcem o nariz para o pedido de Inter e Grêmio por ajuda.

Já está decidido que pelo menos os confrontos dos times do Rio Grande do Sul no próximo final de semana serão adiados. Os jogos Atlético x Grêmio, marcado para sábado (11), na Arena MRV, em Belo Horizonte, e Inter x Juventude, no Beira-Rio, na segunda-feira (14), às 21h (de Brasília), não ocorrerão. O confronto pela Copa do Brasil entre Inter x Juventude, pela ida da terceira fase, adiado de 1º para 10 de maio, na próxima sexta, também não será realizado.

A CBF deve adiar também as partidas de Ypiranga, São José e Caxias, pela Série C, e de Novo Hamburgo, Avenida e Brasil de Pelotas, pela D. Isso já ocorreu no final de semana passado.

  • 1 de 7

    Imagem aérea do Estádio Beira-Rio, do Internacional, que fica próximo ao Guaíba, em Porto Alegre

    Crédito: Ramiro Sanchez/Getty Images

  • 2 de 7

    Clube precisou interromper o recebimento de doações no ginásio Gigantinho por conta do alagamento na região

    Crédito: Ramiro Sanchez/Getty Images

  • 3 de 7

    Jogos do Inter e dos outros clubes gaúchos envolvidos em competições nacionais foram suspensos pela CBF

    Crédito: Ramiro Sanchez/Getty Images

  • 4 de 7

    Água das enchentes em Porto Alegre, que já tinha alagado o entorno do estádio, chegou ao gramado do Beira-Rio

    Crédito: Ramiro Sanchez/Getty Images

  • 5 de 7

    Inter não entrou em campo na quinta rodada do Cmapeonato Brasileiro neste fim de semana

    Crédito: Ramiro Sanchez/Getty Images

  • 6 de 7

    Nesta segunda-feira (6), água encobriu praticamente todo o gramado do Beira-Rio

    Crédito: Max Peixoto/Estadão Conteúdo

  • 7 de 7

    Beira-Rio fica às margens do Guaíba e foi bastante afetado pelas enchentes

    Crédito: Max Peixoto/Estadão Conteúdo

Situação dos clubes gaúchos

As situações de Inter e Grêmio são críticas. A capital Porto Alegre está debaixo de água e o aeroporto Salgado Filho está fechado, pelo menos até a próxima sexta-feira (10), para pousos e decolagens. Há muita água nas pistas e no saguão.

Os estádios de Grêmio e Internacional estão inundados, assim como os centros de treinamento, impossibilitando que os jogadores trabalhem. Ninguém arrisca uma previsão de quando esses equipamentos estarão funcionando normalmente.

Grêmio e Inter tiveram seus jogos neste meio de semana, contra Huachipato-CHI, pela Libertadores, e Real Tomayapo-BOL, pela Sul-Americana, respectivamente, adiados pela Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) para datas ainda incertas.

A confederação também avalia postergar os confrontos da próxima semana, do Tricolor contra o Estudiantes-ARG e do Colorado frente ao Delfin-EQU, ambos marcados para Porto Alegre. Diretores da Conmebol conversam com a CBF e são favoráveis a que Inter e Grêmio indiquem estádios em outros Estados para jogar.

Acompanhe a CNN Esportes em todas as plataformas

Este conteúdo foi criado originalmente em Itatiaia.

versão original

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *