Após dias e dias de especulações envolvendo o chefão da Red Bull, Christian Horner, a investigação contra o profissional devido uma “conduta inapropriada” contra uma funcionária terminou.

“A Red Bull concluiu a investigação independente sobre as alegações feitas contra o Sr. Horner e pode confirmar que a queixa foi rejeitada.” A declaração emitida pela equipe há uma semana, ao final da investigação interna sobre o suposto comportamento inadequado do chefe da equipe, enfatizou que o reclamante tem o direito de recorrer.”

Conforme relatado pela Times, o prazo estipulado foi de cinco dias úteis, tornando hoje (6), o último dia para a funcionária apresentar recurso contra a decisão da empresa. É evidente que esses prazos restritos estão vinculados aos regulamentos da empresa Red Bull; no entanto, a profissional também tem a opção de buscar reparação através da justiça ordinária.

A funcionária em questão continuou a desempenhar suas funções exatamente como Christian Horner e teve que interagir com o chefe da equipe, uma situação no mínimo desconfortável, como destacou o jornal inglês, que apontou que o status quo não é viável.

Parece inevitável que uma das partes tenha que deixar a equipe. Quando questionado sobre o assunto, Helmut Marko sugeriu que, do seu ponto de vista, a questão da permanência de Christian Horner no comando da Red Bull ainda está em aberto.

Ex-piloto da F1 vive um drama

Com 111 largadas na Fórmula 1, o piloto finlandês Heikki Kovalainen enfrentará uma pausa forçada em sua carreira devido a uma cirurgia complexa. Após um exame médico realizado no final de 2023, foi revelado que o comentarista da emissora sueca Viaplay está sofrendo de dilatação da aorta, uma condição grave que afeta o coração.

Esta condição é de natureza hereditária e acarreta consequências sérias. O rompimento da aorta, por exemplo, pode ser fatal. Aos 42 anos, Heikki tem se dedicado ao rali nas temporadas mais recentes, mas o tratamento desta condição o forçou a interromper sua carreira, e uma cirurgia de peito aberto está prevista para acontecer em breve.

“No final da temporada passada, optei por fazer um exame médico. A intenção era apenas um check-up de rotina, mas algo foi descoberto. De qualquer forma, a operação precisa ser realizada em algum momento. É por isso que não faz sentido adiar para os próximos anos”, disse em entrevista ao jornal finlandês Iltalehte.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *