A despedida oficial de Anderson Silva em solo brasileiro teve sabor agridoce para alguns fãs. A luta empatada com seu rival histórico Chael Sonnen recebeu acusações de ter sido “encenada” e uma “exibição”.

Tudo isso por uma suposta falta de agressividade no duelo do último sábado (15), realizado em São Paulo. Em nota publicada nas redes sociais, a lenda do MMA brasileiro admitiu que o combate foi diferente de outros.

No texto, Anderson Silva diz que “poderia ter lutado para vencer” Sonnen, mas “preferiu fazer desse encontro uma homenagem à nossa história, e por isso não levei o cinturão”.

Spider afirmou ainda que a noite para ele foi “histórica” por se despedir como lutador profissional em seu país e ter visto o filho lutar.

Leia a nota de Anderson Silva

“Galera, venho aqui agradecer o carinho de vocês, pois sábado foi uma noite histórica para mim. Última luta no meu país, meu filho lutando, passou um filme da minha vida…

Sei que alguns falaram que a luta deveria ter sido mais agressiva, mas cada luta tem a sua própria dinâmica. Escolhi estar no ringue com um adversário importante na minha história. Eu poderia ter lutado para vencer mas preferi fazer desse encontro uma homenagem à nossa história, e por isso não levei o cinturão.

A gente vence de muitas maneiras na vida e estar ao lado de todos vocês nessa noite foi a maior vitória de todas. Foi incrível me despedir dos ringues brasileiros com tanto amor. Amo vocês.”

(Publicado por Luccas Oliveira)

Acompanhe a CNN Esportes em todas as plataformas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *