Preso momentos antes do duelo contra a Ponte Preta, em Campinas (SP), no estádio Moisés Lucarelli, na noite desta segunda-feira (6), pela terceira rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, o atacante Jô viu o Amazonas, clube que defende, pagar as dívidas de pensão alimentícia que motivaram a detenção.

“O Amazonas FC informa que, orientado pelo departamento jurídico, recolheu os débitos do atacante Jô. O atleta aguarda a análise da petição de sua defesa junto à Justiça da Bahia e segue recebendo todo o suporte do clube”, divulgou a Onça-Pintada em nota oficial.

Com passagem por clubes como Corinthians, Atlético-MG e Internacional, bronze nos Jogos Olímpicos de Pequim 2008 e parte do elenco da Seleção Brasileira que foi semifinalista da Copa do Mundo de 2014, o veterano centroavante seria titular contra a Ponte Preta.

No entanto, acabou conduzido ao 10º Distrito Policial de Campinas e substituído por William Barbio. O ge.globo divulgou inicialmente as informações sobre a prisão, as quais foram confirmadas pela CNN com a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo. Portanto, agora, o jogador espera pelos trâmites judicias para deixar a cadeia.

Jô soma quatro gols em 15 jogos na temporada pelo Amazonas, atual 18º colocado da Série B e dentro da zona de rebaixamento para a Série C. A Onça-Pintada tem previsão de voltar a campo às 17h de sábado (11), contra o Santos, na Arena da Amazônia, em Manaus (AM).

Acompanhe a CNN Esportes em todas as plataformas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *